';

A descoberta da doublematrix

Agora você pode voltar a ser livre

A descoberta da doublematrix, descrita no livro TRANSLIFE REVELATION – ALMAS LIVRES – Manual de liberação do ser – Doublematrix  –  aconteceu alguns anos atrás, manifestando-se como uma intuição que assumiu agora contornos científicos atuais.
“Antes de continuarmos, para podermos ter o foco durante este processo sobre o que emergiu e é o centro, vamos dar uma definição essencial a esta descoberta que identifica, explica e esclarece, os seguintes pontos:

1- Identificado “cientificamente” o ser vivo não biológico que assimila e escraviza o homem desde o início dos tempos. Quando nasceu, qual é a sua mente, seus objetivos e como ele absorve e controla o homem fazendo-o viver em uma realidade falsa, instilada em sua mente. Vamos falar sobre o que o homem e os grandes iluminados da liberdade, desde os xamãs toltecas até Osho e Krishnamurti, estão à procura há milhares de anos. Podemos, portanto, dizer que o caminho da pesquisa chegou ao fim, abrindo-se para uma era nova e imprevisível. Nós demos o nome a este ser de “matriz-vivente “;

2- Esclarece que o que tem sido chamado em várias eras históricas com o nome de ego, superego, mente que mente, falso ego, é algo muito diferente do que foi anteriormente pressuposto. Não se trata de um programa-recipiente que condiciona o indivíduo em sua ação e pensamento, mas sim de algo que substituiu completamente o homem, ditando o seu devir em função do que é útil para a matriz-vivente. Chamamos esse sofisticado programa de “programa-escravizante”. Os pilares deste programa, instilados na mente humana durante a fase educacional, são o casal e o materialismo do supérfluo. O programa-escravizante também está em conexão constante com a matriz-vivente que atualiza e efetua o upgrade quando necessário. Esse cenário, então, leva o ovo energético humano, a ter como centro o programa-escravizante e não mais a Essência genotípica.

3- Esclarece que todas as ações destinadas a liberar o homem; os caminhos espirituais e qualquer outra coisa precedente à descoberta que não se baseia nela, não são úteis para o propósito que desejam, porque somente depois de terem se liberado dos arquivos de origem do programa-escravizante, isto é, o casal e o materialismo do supérfluo, pode ter início o renascimento. Não antes. E antes de continuar, esclarecemos que a descoberta da doublematrix tem bases científicas sólidas e incontestáveis. Portanto, é ciência por sua vez. Essas bases estão descritas detalhadamente no livro  Translife Revelation. A descoberta, portanto, que podemos considerar como a mais importante desde que o homo sapiens apareceu no planeta, posteriormente nos permitiu desenvolver o método de liberação do homem (para aqueles que estão prontos), porque um método eficaz e decisivo não pode prescindir do conhecimento certo e profundo do que gostaria de resolver. Podemos, portanto, dizer sem ênfase que no 2012, o ano em que a descoberta ocorreu, representa o ponto de virada e o início da nova era. E’ desnecessário dizer que esta descoberta não será comunicada pelos canais oficiais, antes será boicotada;

4- Esclarece por que a descoberta chegou apenas agora, porque antes do desenvolvimento da Internet (como fonte de informações multidisciplinares), das neurociências, da quântica, da biologia, da sociobiologia, da genética e outros ramos da ciência, as duas matrizes não poderiam ter se tornado visíveis;
5- Explica o processo que pode levar ao verdadeiro nascimento e expressão do próprio Ser, através de uma transmutação psicofísica na vida (Translife);

6- Explica que o problema ligado ao contínuo deslocamento do aqui e agora, ao qual o homem está sujeito, não é causado pelos condicionamentos que não representam o ponto de acionamento do problema, mas sim pela distorção espaço-temporal em que a matriz-vivente leva o homem, depois de tê-lo instilado o programa-escravizante. Isso ocorre porque a matriz madre tem como cérebro a seleção natural que monitora constantemente o presente, a fim de selecionar o que melhorará a matriz-vivente, no momento seguinte, isto é o futuro. E assim igualmente acontece na mente humana, porque o programa-escravizante, como um clone parcial da matriz-vivente, funciona com os mesmos mecanismos, portanto é continuamente projetada para o futuro e, consequentemente, leva a selecionar aquilo fará com que a célula humana assimilada funcione melhor, baseando-se na comparação com o passado.

Um outro aspecto da descoberta e que nos permite vislumbrar um cenário futuro em que as pessoas que querem se liberar, não devem ser procuradas, mas sim criar um funil de informação que permita àqueles que estão PRONTOS irem ao encontro do método de liberação que é ensinado na Selfniversity. (Academy for Self Liberation Guides). Isso para se liberar e aprender o método para liberar os outros. Aqueles que não estão PRONTOS, de fato, não somente resistiriam, mas usariam suas energias para neutralizar o processo de liberar os outros.

A descoberta, então, não tem a que ver completamente com o filme Matrix, ou com aqueles que são inspirados por ele, porque porquanto o filme ajudou muitos a entender que a matriz subjuga tanto os chefes quanto os escravos (como Marx os definira), não se concentra nem de onde vem a matriz e o que realmente é e nem que é a abordagem ao próprio genótipo, a saída. O conhecimento e a consciência mental são, de fato, apenas o primeiro passo, seguido pela experiência e pela sobreposição de novas memórias genotípicas às memórias fenotípicas anteriores (como veremos mais adiante, quando falaremos sobre o método de liberação do eu), através de um longo trabalho de desprogramação.
Os especialistas em comunicação dizem que hoje estamos na era da atenção, onde a comunicação é feita em pílulas e formatos que lidam com tópicos específicos e com contornos precisos (com problema e solução hipotética no interior), e isso também acontece na chamada espiritualidade que não é, na maioria dos casos, senão outra teia de aranha da matriz-vivente. Esses especialistas estão certos, mas aqui temos que proceder de uma maneira diferente. Aqui nos deparamos com a descoberta de que nas próximas décadas vai mudar a história do homem, liberando para sempre quem estiver pronto e, portanto, é necessário ler o site progressivamente se você quiser entender e não o fazer com conta gotas.

Concluímos esta primeira parte esclarecendo que, obviamente, a leitura do livro representa o primeiro passo para a compreensão e o subsequente início do caminho da liberação individual. Um livro, que não foi escrito com o propósito de se tornar um livro. O livro era a única maneira possível de contar em detalhes a descoberta, suas implicações, o método de liberação, a fundação da Selfniversity e o projeto das Ecovilas Planetárias de Oásis Liberadas. Um livro, portanto, que é algo muito diferente do que imaginamos ser um livro. E não è por acaso, mesmo que tenha um começo, não se encontra o fim.

Respira, vibra, alimenta a sua alma, experimente,
Amplia os seus horizontes.
A consciencialização tudo pode.

Almalivre Rebelde