';

Resumo do primeiro capitolo livro

Almalivre Rebelde

TRANSLIFE REVELATION
ALMAS LIVRES
Manual da liberação
do Ser

-Doublematrix Revelation-
A verdade sobre a Lei da Atração

Escritos sobre a revelação que mudará para sempre
a história do homem.
O Homem Original Livre e a Atração de Gaia.

Website para a lingua portuguesa
www.translifeportugues.com

Website Mundo
www.transliferevelation.com

Projeto gráfico de Manila De Vivo

ESTE É UM LIVRO DINÂMICO
Você encontrará as adições que serão publicadas ao longo do tempo,
em formato PDF, no endereço da web:
www.translifeportugues.com/anexo

Registrando-se a newsletter Translife
adições futuras também serão comunicadas a você.
Para se inscrever, acesse o endereço da web:
www.translifeportugues.com

I edição em português 2019

Esta tradução é fidedigna.
Non há interpretação do texto por parte dos tradutores.

Tradutores:
Maria do Carmo Soares de Almeida
e
Waldemiro Gomes de Almeida Filho

Copyright © 2018 Giancarlo De Vivo
Todos os direitos reservados

Notas sobre o autor

Almalivre Rebelde é o pseudônimo de Giancarlo De Vivo assumido após a descoberta-síntese da dupla matriz. Ele nasceu em Milão em 1963. Pesquisador nos campos humanístico, espiritual e científico. Ele criou muitas coisas que usamos hoje na Internet, além de modelos inovadores de treinamento e comunicação. Sua abordagem multidisciplinar lhe permitiu estar muitas vezes um passo à frente, até conquistar a meta que sempre perseguiu longo os anos, isto é, se concentrar no que divide, por milênios, os seres humanos da felicidade, da alegria, do amor incondicional, da auto-realização e a partir dai, encontrar a chave para liberá-lo.
Com a focalização da doublematrix criou uma condição sem precedentes e um salto quântico inimaginável rumo a evolução espiritual do homem e a especiação.
Recentemente, ele fundou o grupo de trabalho Translife Revelation Almas Livres, a Psicologia da liberação do Ser, a Associação Free Souls Planetary Aliance e o Oásis Pilota Lombarda da Ecovila Planetária das Ecovilas Liberadas project Translife, que abriga os laboratórios italianos de liberação do homem. Sua biografia pode ser encontrada no site.

Caro leitor

Você está prestes a conhecer o mistério do homem.
A recente descoberta-síntese da doublematrix e seus aspectos humanos e espirituais, da qual se fala nestes Escritos, é o que abre o alvorecer da nova era.
Esteja ciente de que, se você for até o fim, sua vida e suas vibrações mudarão na direção da frequência em que o universo vibra, o da liberdade. E depois de um período de tempo variável, a felicidade iluminará para sempre a sua existência. Você não estará mais sozinho, as outras almas liberadas já esperam por você, no paraíso da felicidade.

www.translifeportugues.com

Se depois da leitura você estará interessado em participar do trabalho de divulgação; aos cursos e retiros de desprogramação individual; entrar na Academia Selfniversity; participar do projeto Ecovilas Planetário de Oasis Liberadas projeto Translife, ou fazer o seu mapeamento Bioenergético individual que identifica a rede de gânglios do programa-escravizante e de como se livrar, você pode encontrar as informações de contato localizado no final do livro.

A recentíssima descoberta-síntese da doublematrix,
como livrar-se dela
e o que o Homem esperava desde milênios,
aconteceu.

 

As almas livres vibram
e criam as melodias do cosmo.
Às vezes as músicas delas se tocam
em segundos de sinfonias que se atraem dançando.
Pérolas únicas,
de um universo que brinca com as formas.

– Almalivre Rebelde –

Se você está procurando a resposta Mãe para todas as perguntas sobre o mistério do homem, não a procure no oriente. O Oriente menos assediado pela opressão religiosa ocidental que através da igreja Católica esmagou, queimou e cobriu o pensamento, manteve alta a chama da Liberação do homem e continua a ser a chave para práticas energéticas e de reconexão.
Mas agora a ciência ocidental tem ido muito além da espiritualidade oriental, retornando, em alguns aspectos, ao que era na época da civilização grega.
Aqui você vai encontrar a resposta científico-espiritual à todas as perguntas; resposta revelada na Praça de São Pedro, em Roma, ou seja, o mesmo lugar onde ela nasceu junto com a igreja, Black Vortex, o nome que nesses escritos é dado à matriz ocidental.
Você está prestes a descobrir o mistério do homem. Depois de ler estes escritos, sua vida vai mudar para sempre.
Este mágico escrito que chama as almas para o Despertar, fala sobre o caminho que levou um grupo de pessoas a descobrir a existência da dupla-matriz, o mecanismo que sempre se opôs, com uma intenção específica, à felicidade dos homens e que deu contornos definidos, com o apoio das muitas referências científicas disponíveis hoje.
O tempo estava maduro para ser concluído, também ao nível de conhecimento, o caminho empreendido pelos grandes iluminados da liberdade, até aos nossos dias; e é assim que o caminho da libertação do homem foi realizado.
A descoberta extraordinária que levanta o véu de que tanto se tem falado no Oriente e no Ocidente, nas últimas décadas, especialmente por Krishnamurti e que identifica com extrema precisão, o ser que insere no indivíduo aquilo que Osho tinha focalizado e chamado de mente que mente, enquanto falso eu, simples e clara em sua essência, é seguido com o percurso emocional do despertar e aquele sucessivo com o grande Salto da Liberdade, que viajou em paralelo com a expansão da consciência mental.
Estes escritos representam aquela viagem e a entrada no fluxo, que é o ponto de partida para a verdadeira vida, o renascimento do Ser.
Se depois da sua leitura, você quiser iniciar a começar a iniciar o seu próprio caminho de liberação, apoiado pelo Núcleo, que se interessa por isso e pelas múltiplas técnicas criadas, a fim de remover os blocos de matrizes individuais e das memórias experienciais e epigenéticas, escreva para info@translifeportugues.com

Boa viagem para a Liberação do Ser.

A ciência, quando não é impregnada da ideologia e religiões, progride. Todos as referências científicas que encontrará nestes escritos completados no fim de 2016, são somente um suporte de verdade à descoberta da dupla-matriz e as suas extraordinárias implicações humanas e espirituais. A evolução futura delas não será e não poderá ser determinante no merecimento do resultado.

Olha bem, o paraíso está ali.
Atrás da porta da liberdade tem tudo aquilo que você é
e tudo aquilo que você deseja.
Você deve somente encontrar a coragem para abrir a maçaneta
e empurrar a porta.

– Almalivre Rebelde –
A Revelação do Homem Original Livre

Sally e os viajantes pela noite da Revelação,
que mudou a história do Homem,

APRESENTAM

TRANSLIFE REVELATION ALMAS LIVRES

O Grande Salto da Liberdade

A Atração de Gaia

A viagem da Liberação

Gaia, uma das pérolas que viajam pelo universo orgânico.
O nosso planeta verde vivente, nas quais as sinfonias das Atrações dançam, criando a vida.

Iniciou uma viagem à descoberta de si e do infinito, para chegar ali, depois de duzentos mil anos, onde nenhum homem tinha chegado antes.

Foi você quem atraiu estes Escritos na sua experiência de vida, nada acontece por acaso. E se você está pronto, a sua existência vai inverter para sempre, e em breve tempo, a felicidade vai pontuar o seu defenir.

A transmutação de vida translife é a alquimia da metamorfose interior, o ponto de ancoragem da própria verdadeira vida. A viagem individual depois da revelação muda para sempre a história do Homem.
A profecia pronunciada em ponto de morte por Jiddu Krishnamurti

Jiddu Krishnamurti no seu discurso de dissolução da Ordem da Estrela, diante de três mil discípulos disse:
<<…Como já disse, se existisse entre vocês somente um homem livre, isso me bastaria…>>

Em ponto de morte Krishnamurti confidenciou à Mary Zimbalist: <<Tudo está decidido por um outro, não posso falar. Não me é permitido, você entende? É muito mais sério. Tem algumas coisas que você não sabe, que são enormes, e eu não posso dizê-las.>> Escreve ainda Lutyens, que a ela mesma confidenciou estas palavras: <<Eu não posso olhar atrás do véu, não posso fazer isso. Tentei juntamente com Popul Javakar e vários outros estudiosos indianos que me pediam isso. Chegamos a um impasse… estou seguro de que, se os outros se aplicarão, conseguirão. Estou absolutamente seguro disso, e estou seguro de que eu não posso conseguir descobrir-lo.>>

Introdução

O nome doublematrix deriva da descoberta-sìntesi da matriz-vivente com a sigla m-v e da matriz-escravizante, que neste livro foi chamado de programa-escravizante com a sigla p-e.

Introdução de Sally (Domenico Sellone)

Queridos leitores.

Quando recebi esta iluminação, que transformou a minha vida, entendi somente em um segundo momento, sobre a sua enorme grandiosidade.
Lembro que por muito tempo fiquei rindo sozinho caminhando pelas estradas, de tanta alegria de ter me encontrado… o verdadeiro eu, e de poder ler improvisamente tudo o que esteve sempre indecifrável: o amor, a liberdade, o bem, o mal, o dualismo, as tensões internas, os relacionamentos com os outros, os contrastes interiores, as problemáticas relacionadas com a vida material, e até mesmo o verdadeiro sentido da política, das guerras, do ódio, da ignorância, da miséria… Tudo!
O porquê de tudo aquilo que desde sempre me fugia e me parecia incompreensível, como o é para todos, não era um credo ou uma verdade, mas simplesmente um fato. Alguma coisa que estava exatamente alí, diante do meu nariz, e não se podia ver.
Assim, depois da intuição, procurando… descobri que 15 anos atrás, a Revelação, mesmo que parcial, já tinha chegado através da sociobiologia, mesmo que fosse tratada em um plano puramente técnico-científico, sem pistas das suas incríveis implicações humanas e espirituais, em relação à vida do homem. Inútil acrescentar do porquê não se sabe quase-nada.
De qualquer modo, parece que a revelação chegou a várias pessoas contemporaneamente. E, desde então, quando voltei ao TODO é como se uma voz me dissesse que o mundo deve poder atingir a esta informação… e que todos aqueles que se aproximaram, de um modo ou de outro, alguns mais e outros menos, mudaram; às vezes em um dia e às vezes em até mais dias.
Com certeza quem estava pronto, à descoberta e à conseqüente consciência que doa, desencadeou um processo irreversível, da qual ainda eu e todo o núcleo que colabora à difusão, sabe pouco sobre isso. Pensamos que se registra diretamente no cérebro inconsciente, mas não temos certeza.
Os seus efeitos libertadores são de qualquer jeito incrivelmente tangíveis. Como se ao improviso, na mente de cada um, se mostrasse uma porta que se abre àquela felicidade que desde sempre nos esperava, e que alguma coisa, por quanto inconscientemente e sem culpa, nos negou.

Introdução de Almalivre Rebelde

Queridos leitores.

Os escritos sobre a revelação descrevem que este maravilhoso mundo real que o homem nunca tinha podido ver até agora, e as suas linhas vibracionais na qual soam as melodias do cosmo.
Esses revelam, no plano científico e espirituais, a maior descoberta da história do homem, ou seja, o que é que separa cada indivíduo da felicidade e como livrar-se para sempre.
Os escritos projetam o indivíduo na alma do universo e na sua essência de liberdade, das quais dependem os frutos do amor.
Depois da leitura a sua vida mudará para sempre e, no tempo, se transformará somente em liberdade, amor, alegria e desejos que se tornarão realidade.
A transmutação da vida translife será o seu renascimento.

Introdução de Giancarlo De Vivo

Queridos leitores.

Escrevo para vocês em merecimento à descoberta da nova espécie m-v (matriz-vivente) e do p-e (programa-escravizante), que mudou a história do homem, consentindo-o iniciar o processo de liberação depois de 200.000 anos.
Para não nos confundir sobre o plano terminológico, esclarecemos que a espécie m-v não tem nada a ver com a utilização dos termos tipo “matriz divina” (descoberta feita pelos gregos a mais ou menos dois mil anos atrás), ou com a matriz representada no filme Matrix.
A descoberta e a liberação que segue, para quem está já pronto, se verifica depois da evolução das ciências como a quântica, a genética, a epigenética, a biologia e as neurociências.
Em particular, depois da descoberta que o universo está impregnado de “pensamentos ativos”(chamados leis do universo), e que os organismos biológicos sem aparelhos cerebrais “pensam”(memórias e ações celulares), foi possível chegar à identificação da nova espécie não biológica, que tem como mente uma das leis do universo(a seleção natural) e, como células únicas especializadas, os indivíduos pré programados de várias espécies biológicas, como por exemplo: homo sapiens, abelhas e formigas.
Nos seguintes escritos será esclarecido o que confirma a Lei da seleção natural, que não tem nada a ver com a luta pela sobrevivência do mais forte (princípio enunciado por Spencer e depois transferido por um jornalista francês, da biologia à política), ou com outras palavras de parte, pronunciadas por divulgadores contemporâneos que fazem audiência entre meeting e seminários.
A espécie não biológica m-v, vem sempre criada por indivíduos de outras espécies biológicas que, inconscientemente, depois de ter criado “grupos”, por razão de adaptação às condições climáticas mudadas, por defesa ou por outros eventos relacionados à sobrevivência, não dissolvem o grupo pré-constituído (como fazem quase todas as formas de vida biológicas), dando vida a um mecanismo que leva a somar as regras, no turnover geracional. Regras que depois se tornam crenças, quando no tempo se perde a pista utilitária, até chegar às leis e aos sistemas e às matrizes religiosas.
A descoberta da espécie m-v, abriu então a estrada para a descoberta de quem introduz o programa-escravizante cerebral na mente humana (a existência do programa-escravizante, tinha precedentemente teorizada S. Freud chamando-a super-ego, por quanto a sua visão do super-ego, fosse ofuscada pela inconsciência da existência do elo, a m-v), e aquela da dupla espécie: Homem Livre e a célula-homem assimilada, e das modalidades com a qual o p-e é inserido no cérebro das espécies assimiladas. Isto deu também um sentido completo às intuições dos grandes iluminados do passado, como Cristo, Buda, Einstein, Osho e outros; Sobretudo consentiu traçar, depois de 200.000 mil anos, a estrada que consente ao indivíduo livrar-se para sempre da escravidão ditada por um vir a ser impróprio.
Para quem está chegando à tomada de consciência da descoberta e à sua revolução espiritual, deve focalizar que a descoberta não está em antítese ou em conflito com nenhuma corrente de pensamento que não contempla crenças ou elementos estranhos ao aqui e agora, por tanto, tais correntes não existem.
A descoberta leva ao nascimento do Homem, à sua transmutação de célula-homem à Liberado, nada mais.
Vos pedimos então empreender o caminho de Liberação, especificando que o Salto de espécies: da célula-homem, à Despertado e depois a Liberado, pode verificar-se somente quando os principais subprogramas de matriz são cancelados da mente; em particular o mais poderoso, qual seja aquele acende o desejo de formar um casal quando se ama, ou de viver em múltiplos compartimentos estagnados ou, em seguida, aquele conectado ao materialismo do supérfluo-estado social.
Somente depois da desconexão do programa p-e, e da sua conexão à m-v, é possível transmutar-se e nascer. Toda a aparente vivência, antes de ter sido deletado os sub-programas, não era a vossa.

PRÓLOGO
A noite das estrelas

Respira, vibra, alimente a alma, experimente,
Amplie os seus horizontes.
A tomada de consciência pode tudo.

– Almalivre Rebelde –

O Universo vivente

A energia quântica vibrante que brinca com as formas
As cordas quânticas são anéis de energia vibrantes que permeiam um universo na qual o vazio não existe.
As teorias quantísticas mais acreditadas e condivididas falam do campo unificado e alegam que vivemos em um espaço pluridimensional, no qual tudo é energia, do qual a matéria e a vida biológica são somente uma forma gerada pelas diferentes vibrações de cordas, como se fosse uma música que cria o cosmo. As dimensões desconhecidas por nós parecem invisíveis porque estão enroladas em si mesmas, no infinitamente pequeno. No campo unificado, passado, presente e futuro são um todo, cada partícula e antipartícula do universo está totalmente interconectada com o tudo.
Foi descoberto o ser vivente não biológico que, desde sempre, assimila os homens programado-os a nível cerebral e os muda em suas células especializadas, no plano funcional. As memórias genealógicas, a falsa realidade na qual se nasce e os condicionamentos, modificam os sistemas operativos cerebrais e criam os modelos operativos internos, sigla MOI1 que, através dos mecanismos epigenéticos, mudam o produto final do DNA de cada um, transmutando-o naquilo que fisicamente está em ressonância com o si mesmo que se criou, ou seja, um desnaturamento que ataca o homem no plano psíquico, físico e fisiológico. Por mais que possa parecer estranho, isso hoje é ciência!
A sua forma, aquela que aparece ao espelho, não está destacada do resto, como nos ensinaram a crer. E se você se livrar dos modelos operativos interno, com as quais você foi programado, irá provar a maravilha da reconexão total, aquela que prova quase todas as formas de vida biológica e que ao homem foi negada por alguma coisa bem precisa; alguma coisa que hoje tem um nome.
As cordas quânticas estão para tocar melodias do cosmo e doar ao homem a felicidade para a qual foi destinado.
O amanhecer da nova era se tornou realidade.

Notas: As experiências de apego vividas na infância influenciam o estilo da personalidade e das relações na idade adulta, regulam a adaptação ao ambiente e às pessoas. Os MOI filtram as informações na entrada e as elaborações das informações na saída, desencadeando processos de atenção seletiva, percepções seletivas, memórias seletivas, de modo inconsciente para o indivíduo. Isto se verifica por uma necessidade de coerência da parte do indivíduo, que seleciona as informações congruentes às próprias expectativas.

Giancarlo De Vivo
Eu estava em Stromboli, uma cidadezinha aos pés de um vulcão ativo. O pôr do sol se aproximava e sentei em um banco para admirar aquele espetáculo de cores e mudanças, no qual as nuvens se vestem de formas improváveis para depois desaparecer e assumir outras.
Queria começar a selecionar os escritos de Sally e Almalivre Rebelde que, inspirados pela Essência do Homem Original Livre, tinha esboçado o caminho em direção à liberação do Homem, depois da mágica noite da Revelação de quatro anos atrás, no ano 2007, em Roma.
Estes escritos seriam o corpo central dos “Escritos sobre a descoberta que mudam para sempre a história do Homem”. Dentro de poucas décadas uma parte da humanidade terá revertido, em um tipo de transmutação de vida: Translife.
Abri ao acaso as páginas e parei nas anotações introdutórias de Almalivre que trazia relatos de frases pronunciadas pela Essência do Homem Original Livre:
“O homem é desde sempre consciente de que a sua vida deveria ser feita de liberdade, amor, alegria, e desejos e que se tornam realidade.
Cada um, dentro de si, tem uma percepção clara disso, e está desde sempre à procura dos motivos que lhe impede de entrar neste estado de graça, a qual se opõe muitas vezes com uma vida flutuante, feita também de perguntas ilusórias, problemáticas, inquietudes, felicidades transitórias, compromissos, materialismo, hábitos, tristeza e, muitas vezes, dor.
O homem tem a mesma percepção desta inexplicável contradição avaliando o mundo externo, já durante a primeira fase da sua vida, qual seja na educação que da observação interior focaliza e imprime, na sua mente, a existência inerente a si mesmo, no sentido amplo, é chamado bem e mal. Um inexplicável dualismo coletivo e social que gera visões cinzas da humanidade e da vida, em uma mistura de injustiças inauditas, competições exasperadas e valores sistematicamente ilusórios. Isto se torna ainda mais incompreensível e frustrante, diante de informações diametralmente opostas, em merecimento aos valores dominantes de equidade, justiça e liberdade, da qual a sociedade civil se orgulha em estar mergulhada e que, aparentemente, se mostra inabalável.
O indivíduo se torna consciente de que deve existir alguma coisa que obstacula isso e obstacula também seus semelhantes de chegarem até a felicidade e isto, desde sempre, os leva na direção da procura interior, científica e espiritual. Ele observa um mundo externo no qual quase todas as espécies viventes parecem viver na ausência do contraste interior. E então, se de um lado visualiza a existência daquilo que em várias épocas e lugares foi chamado de dualismo, mal, ego, superego, demônio, voadores, etc…, por outro lado intui que isto não pode existir na origem do homem, mas que por qualquer motivo obscuro depois se conclama, como se fosse uma doença inata e inevitável.
Existe uma entidade externa ao indivíduo, a Essência incorpórea do Homem Original Livre, com vida própria, enquanto pensamento coletivo, que viaja além do tempo e das singulares vidas. A sua vitalidade é composta de tantos homens que deixaram a sua marca, no âmbito da pesquisa e dos caminhos de conhecimento e consciência feitos por eles. Esta Essência, enquanto entidade nascida do pensamento coletivo, tem muitas vezes inspirado e levado o homem a procurar o justo caminho que leva à verdade.
A nossa espécie evoluiu no âmbito do conhecimento, e a Essência, através de estradas aparentemente tortuosas e se alimenta das novas descobertas, pode identificar os seus antagonismos, que separa assim o homem da felicidade, a matriz-vivente dominante (m-v) e o programa que ela escreve no cérebro humano, o programa-escravizante (p-e).
A primeira, a m-v, é o que o homem chama desde sempre “sistema social”, crendo-o um conjunto de regras e valores ao menos idealmente sã, por essa gerenciada e controlada. Este monstruoso aparelho agora se mostrou, graças à evolução da quântica, da sociobiologia, da física, da neurociência e da epigenética, como um ser vivente dotado de um específico cérebro não biológico, de vida e objetivos próprios e de um preciso mecanismo com o qual assimila os indivíduos fazendo-os se tornarem células especializadas de si mesma, enquanto macro organismo.
A segunda, a m-e, se compara ao programa de um computador, é escrita no cérebro humano durante a fase educativa (instrução, família, ambiente de referência, mídia, literatura, música e outros instrumentos de input) por outros indivíduos, instituições ou grupos, já precedentemente assimilados da m-v.
O produto final do processo de assimilação, ou seja, a transformação do homem livre em célula-homem assertivo, é o fruto da interação entre a m-v, o ambiente de crescimento e as variáveis individuais. E isso nos esclarece por que a célula-homem aparece sempre diferente, por nuances, entre eles. São então os ramos especializados da m-v, compostos por uma ou mais células-homem, a operacionalizar a assimilação, que cada vez mais tem a disponibilidade de um novo material humano, como, por exemplo, um filho que nasce.
A m-v dominante, a ocidental, não é então um ser vivente alienígena que vem de outros lugares, não é uma certa entidade separada das suas células como descrito por alguns, não é uma matriz que governa do alto, mas sim o conjunto estruturado de todas as suas células-homem especializadas, exatamente como o homem é. O conjunto organizado daquilo que o compõe, com enorme diferença que a célula-homem não pode mais utilizar o próprio cérebro e a própria alma, para a sua evolução de vida, mas deve, ao contrário, usar o programa que lhe foi escrito na mente pela m-v, ou seja o p-e, especulando também os pensamentos e as ações da massa ou do ambiente de referência. Então, o programa p-e, de cada célula-homem tem exclusivamente a função de governar, gerenciar e controlar a mesma célula, no âmbito da sua específica função, além daquela de reprimir constantemente a sua parte livre que gostaria de emergir.
A m-v não tem nada a ver com os efeitos da globalização, nem tem uma data de batismo recente. Essa é configurável àquela das abelhas e formigas e nasceu antes do homo-sapiens, dos seu progenitores, e foi responsável, assim por dizer, das desumanas condições de vida de um agricultor egípcio que viveu a três mil anos atrás ou aquelas de um minerador italiano que nos anos cinquenta trabalhava nas minas belgas a centenas de metros de profundidade, em buraco com diâmetro de 40 centímetros(sendo que possibilidade de escolha, de como passar o dia de trabalho, se limitava em poder decidir se colocar no augusto espaço de costas ou de barriga, visto que depois não poderia mais mudar de posição).
A realidade é que, justamente por causa da evolução da ciência, acelerada pela globalização, as duas matrizes se tornaram “visíveis”. Nunca como este momento histórico se criou condições tanto favoráveis à libertação do homem, como tinham intuído Osho, Krishnamurti e muitos outros. Nunca como agora a matriz ficou exposta.
A cadeia dos princípios da Revelação, segue a liberação interior, pois o homem não pode provar percepções e emoções próprias, por que elas serão filtradas por aquilo que a matriz escreveu no seu cérebro e, de consequência, mesmo seguindo as emoções guias, percorre estradas sem saídas e é inútil a sua reconexão com o tudo.
Estes escritos, inspirados pela Essência, revela a existência do Homem Original Livre que já estava em nós, mesmo que reprimido, abrindo novas estradas à humanidade.
A história aqui narrada marca, com clareza, o caminho de consciência que permite ao indivíduo liberar-se da escravidão psico-física causada pelo p-e e da telha pegajosa que o aprisiona, lhe abrindo as portas da liberdade e do amor universal, condição necessária para navegar, de velas abertas, na dimensão da Atração Gaia.”

Nos narrou a Essência do Homem Original Livre, na mágica noite da revelação
<< É como navegar em um grande rio, no coração de uma floresta fechada e selvagem. Antes de chegar à meta, a dimensão da Atração Gaia, na qual vive um Homem Original Livre, vocês devem passar por lugares com aparências obscuras, às vezes.
O ampliamento da consciência, respeito às crenças estratificadas, mas enevoadas, que vocês levavam consigo mesmos, abrirá cenários que, observados com os olhos do “antes”, diminuirão aparentemente aquela realidade, precedentemente conhecida, que se mostrava retorcida e sem respostas idôneas, mas amplas e familiar.
Depois, em breve tempo e antes do Grande Salto, que vos permitirá transmutar de Despertados a Homens Originais Livres, vocês perceberão que aquela sensação de desconforto era relacionada ao ver menos daquilo que vos parecia ser o mundo real, diante de um universo objetivo e antes desconhecido, que se revela como fonte de imensidade, alegria e amor>>

Estávamos todos juntos, na noite na qual a Atração Gaia nos guiou à Revelação.
No ano de 2007 a cidade do Vaticano, naquele cenário de decadência, a Essência do Homem Original Livre, com as suas palavras, se mostrou em uma densa e luminosa verdade, abrindo novas estradas ao Homem.
Quando a Essência quis que nos re-encontrássemos para confrontar e avaliar as nossas intuições, para narrá-las e traçar o caminho de liberação do Homem, entre nós foram Sally (Domenico Sellone) e AlmaLivre Rebelde a palestrar o novo caminho e a inspirar estes Escritos, eu me limitei a fluidificar os escritos deles colocando preto sob branco.
Naquele breve período entramos em contato interior, nasceu um laço muito intenso entre nós, como se além de vê-los por aquilo como eram, se tornassem parte de mim.

O suporte do darwinismo social e da sociobiologia à Revelação
A reversibilidade da mutação genética
Um parêntese puramente científico:
Nos diz a sociobiologia, ciência que estuda e pesquisa as correlações entre os genes e as dinâmicas evolutivas do grupo e/o da população (ciência que nasceu logo depois dos desenvolvimentos da genética moderna, da epigenética e do evolucionismo), que o conceito da seleção natural chega até aos fenômenos complexos da organização social mas que, no mesmo tempo, a cultura e a direção da evolução social, deve fazer as contas com os genes. Escrevem Charles Lumsden e E.O. Wilson, a propósito, na obra intitulada Genes, Mind and Culture, publicada em 1981: <<Neste livro propomos o ponto de vista pelo qual os genes prescrevem um conjunto de processos biológicos que chamamos de regras epigenéticas que canaliza a composição da mente. A cultura é a translação das regras epigenéticas em modelos agregados de atividades mentais e comportamentais. De fato, os genes estão ligados à cultura, mas de modo sutil. Para fazer com que fique metaforicamente mais vivaz esta relação, iremos chamá-la, informalmente, de princípio da coleira, onde a seleção natural genética trabalha no sentido de ter a cultura amarrada à coleira. >>
Outros confirmam a mesma coisa, partindo, porém, do registro da matriz nos genes: “ A causa do comportamento, o genotipo sofre a incidência da seleção natural, então com base nas regras do comportamento adaptativo diferencial, também os genes relativos ao novo tipo de comportamento, tomaram o lugar daqueles antigos, aumentando o percentual de indivíduos adaptados otimamente ao ambiente”.
Por mim, que o primeiro lugar se dê aos genes ou ao social é irrelevante visto que, uma vez ativada a matriz, as novas gerações e os seus genes deverão dar contas daquilo que já está sobre a mesa. De forma, não se explicaria, de forma nenhuma, as radicais diferenças culturais entre os micros e as macros civilizações, desenvolvidas sobre a Terra durante milhares de anos (quase todas aniquiladas por aquela que domina atualmente).
Quanto ao acima exposto, está sintetizado na teoria da herança dual (DIT – Dual inheritance theory-), segundo a qual os modernos seres humanos são o resultado da interação entre a evolução biológica e a evolução cultural. A DIT pressupõe que a cultura, incluídas a transmissão cultural e a evolução cultural, seja influenciada e vinculada pela potencialidade da evolução do genoma e que, a sua vez, auxilia a fazer pressão seletiva no genoma. Os resultados de tais interações poderiam dar fruto aos processos de adaptação ao interno de uma população.
Isto é, além do tecnicismo, deixa a entender que não é o homem, enquanto indivíduo, a ser protagonista da evolução social, bem sim, que a sociedade é um organismo em si e que o indivíduo pode e deve dar-lhe contribuição produtivas e/ou criativa (output do sistema) somente se o macro organismo os seleciona, enquanto útil a ele mesmo; mas que ao mesmo tempo a m-v deve fazer as contas com os limites genéticos humanos. A mente que seleciona, de tempos em tempos, novas regras e elementos, que é o cérebro vivente do sistema social, é a seleção natural. Ou seja, uma lei do universo, por sua vez não explícita, enquanto ela mesma é a causa primeira.
Das leis do universo se toma conhecimento e basta. Essas se revelam através da observação dos fenômenos e tornando-se leis, enquanto constantes e absolutas no desenvolver-se dos fenômenos similares, a paridade de condições. Com outras terminações, as leis universais são aquilo que hoje os cientistas consideram um pensamento ativo e inseparável do universo vivente.
Também o darwinismo social, aplicado, porém à luta entre matrizes-viventes e não ao relacionamento entre os indivíduos e a evolução de uma específica matriz (isto è de uma específica sociedade), torna útil para focalizar as dinâmicas que têm levado a matriz-vivente, atualmente dominante, a destruir e/ou a englobar as outras.
Concluindo, por dedução, podemos dizer que quanto acima torna claro qual pode ser o mecanismo que está à base da mutação genética (translife) a qual leva à Liberação, e quanto essa pode ser rápida já que, por mutação genética, entendemos exclusivamente um diferente utilizo do genoma. Porém se especifica que isto não pode ser objeto de teorias específicas porque não temos uma pista histórica de núcleos de indivíduos Liberados, já que a assimilação aconteceu antes do comparecimento do homo sapiens, nem podemos saber quanto a mutação adaptativa tenha marcado os singulares indivíduos, nem quanto essa última possa ter sido transmitida geneticamente, nem podemos saber se existe um modo na qual a mutação adaptativa, a uma específica cultura, seja comparável àquela ligada, por exemplo, ao ambiente físico, nem mesmo se todas as células-homens possam ser Liberadas. Pessoalmente penso que seja possível, mas com uma variável, ou seja que em alguns indivíduos poderia ser suficiente, para a transmutação, o receber a informação da qual tratamos nestes Escritos, enquanto para outros poderia ser necessário estar consciente da existência de outros Liberados, e para outros ainda seria necessário uma “limpeza” do programa-escravizante, vivendo ao mesmo tempo com Liberados, por um tempo mais ou menos longo.

Notas: Segundo os sociobiólogos, o papel do genotipo nos oferece um programa sobre uma base da qual se forma o fenotipo, isto é o condicionamento imediato; escopo último da existência fenotípica é a reprodução do genótipo. A galinha não é o meio pelo qual um ovo produz um outro ovo. O organismo humano é um meio através do qual um DNA produz um outro DNA.

A Lei da Atração e o Segredo
A literatura sublinha que se trata de conhecimentos antigos que foram esquecidos no tempo. A Revelação, de reflexo, nos ilumina também sobre porque toda a literatura que fala dessas antigas sabedorias tem uma lacuna e o motivo pelo qual a Lei de Atração e o Segredo, por como são tratados, não podem funcionar, como às vezes os mesmos divulgadores se lamentam.
O objeto destes escritos são também a explicação de como fazer com que a Lei de atração possa realmente funcionar.
Será a Revelação a nos esclarecer o método, fica o merecimento aos autores destes textos, de terem re-descoberto e divulgado a dimensão da vida natural do homem.

O vírus virtual da libertação
No percurso de libertação e transmutação, nesta extraordinária aventura que mudará para sempre a sua vida, com base na Revelação, você poderá primeiro despertar e depois efetuar o Grande Salto na direção da liberdade e da alegria, através de um vírus virtual, Translife, que eliminará o programa-escravizante.
É este o bem maior que a Revelação nos entrega e que muda para sempre a história do Homem.

PRIMEIRA PARTE
A Revelação que mudou para sempre a história do homem

No abraço com o universo que doa a liberação,
Tu és uma pérola única.
Uma alma desprovida das identificações geradas
Pela necessidade de filiação;
Uma sinfonia de harmonias e poderosas energias,
Pronta para encontrar o gosto de sentir os seus perfumes,
De vibrar consigo mesma, de experimentar, alegrar e amar-se,
Em todas as suas múltiplas essências.

Tu estás para nascer e a Atração de Gaia está contigo!

Boa viagem de vida AlmaLivre;
Irmãos e irmãs livres já te respiram,
No paraíso da felicidade.

– AlmaLivre Rebelde –